Pelotas

PSOL Pelotas debate greve da educação e eleições 2020

PSOL Pelotas
Escrito por PSOL Pelotas

Por Alice Silveira.

Na tarde deste sábado (30), realizou-se a Plenária Municipal do PSOL Pelotas, que teve a greve dos servidores estaduais, as eleições municipais de 2020 e a atual conjuntura política, como seus principais pontos de discussão. 

A greve do estado abriu as discussões da reunião, considerando a força que a mobilização vem adquirindo, com cada vez mais apoio popular. Debateu-se o ponto de que a educação tem sido o primeiro alvo de ataques do governo, inclusive não apenas o estadual. Foi ressaltado o forte suporte da comunidade à greve, abraçando a causa e se somando na luta contra o pacote do governador Eduardo Leite que retira direitos, afeta o plano de carreira e congela o salário dos servidores estaduais.

No encerramento deste primeiro ponto, foi enfatizado o Ato Estadual da Greve da Educação que ocorrerá em Pelotas, no dia 03 de dezembro, no Largo do Mercado Público. 

O segundo ponto de discussão da plenária da tarde deste sábado foi a eleição municipal do ano de 2020, assim como a atual conjuntura política. A crise econômica, as reformas trabalhista, da previdência e a proposta de reforma tributária, assim como todos as demais retiradas de direitos e cortes em setores de saúde e educação, assolam o povo no atual cenário que vivemos. Além disto, surge a ameaça da instauração de um novo AI-5, aumentando a repressão aos movimentos e causas sociais.

Diante deste panorama, as eleições de 2020 tem a clara proposta de se colocar como um contraponto aos projetos fascistas que vem em crescente nos últimos anos. Debateu-se portanto a proposta de dialogar com outros partidos de esquerda para construir uma frente mais fortalecida. 

As eleições de 2020 também reforçam a busca por ampliar a presença e representatividade do partido na Câmara de Vereadores de Pelotas, e assim podendo trazer à discussão os seguintes temas que foram propostos na plenária, como: as finanças do município, as altas taxas de desemprego, a situação dos servidores e a violência juntamente com o atual Pacto da Paz da prefeitura de Pelotas.

Por fim, a plenária encaminhou a necessidade do PSOL ter candidatura própria à disputa do paço municipal. Além disso, foi organizado um grupo de trabalho que irá começar a sistematizar o programa a ser apresentado.

Confira a galeria de fotos. Por Igor Islabão.

Sobre a autoria

PSOL Pelotas

PSOL Pelotas

Comente