Pesquisa sobre Vitimização Feminina no Setor do Comércio de Pelotas

/, Fernanda Miranda, Gênero e Feminismo, Notícias, Pelotas, PSOL Pelotas, Segurança/Pesquisa sobre Vitimização Feminina no Setor do Comércio de Pelotas

Pesquisa sobre Vitimização Feminina no Setor do Comércio de Pelotas

Em março de 2019, o mandato da vereadora Fernanda Miranda PSOL divulgou os resultados da pesquisa sobre Vitimização Feminina no Setor do Comércio de Pelotas, esse trabalho surgiu a partir dos desencadeamentos da Campanha Permanente de Conscientização e Enfrentamento ao Assédio e Violência Sexual no Município de Pelotas (Decreto Legislativo Nº 672), a pesquisa foi coordenada pelo GESP/GITEP do Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos da UCPel.

A pesquisa, focalizada no Comércio Varejista de Pelotas – setor que mais emprega mulheres no município – mostra a vulnerabilização deste segmento à violência de gênero. E chegou aos seguintes dados:

  • Já foram vítimas de assédio ou violência sexual no ambiente de trabalho 46,2% das Comerciárias de Pelotas. Destas, 66,6% nos últimos 12 meses, sendo que 36,6% sofreram três ou mais ataques. Os agressores são em sua maioria colegas de trabalho em posição hierárquica superior (56,6% dos registros), mas proprietários de estabelecimentos comerciais figuram em 30% das respostas das vítimas.
  • O assédio verbal (cantadas, comentários, “gracejos ou piadas indecorosas”, propostas) é o com maior número de registros (86,6%), seguido do assédio físico na modalidade de toques ou aproximação corporal inoportuna (26,6%). Em três respostas, entretanto, o ESTUPRO foi registro realizado.

A Campanha permanente de Conscientização e Enfrentamento ao Assédio e Violência Sexual no Município de Pelotas (Decreto Legislativo Nº 672) dará prosseguimento a uma série de atividades visando o combate a casos como os identificados através desta pesquisa. Inclusive, trabalhamos com a possibilidade de termos uma legislação específica para o tema visando o comprometimento dos estabelecimentos comerciais no combate à violência e assédio sexual. Não é admissível que as mulheres sigam sendo vitimadas por uma cultura patriarcal, machista e sexista. Nosso mandato seguirá ao lado da sociedade civil na luta por uma sociedade que respeite as nossas vidas.

CHEGA DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES!

 

About the Author:

Fernanda Miranda
Professora, mãe, estudante de Psicologia, moradora do Areal Fundos. Estou vereadora desde Janeiro deste ano, no primeiro mandato do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) em Pelotas.

One Comment

  1. […] Foi divulgado pelo Grupo de Estudos em Segurança Pública do GITEP/UCPel mais um boletim técnico com os resultados da pesquisa sobre Assédio e Violência Sexual em Pelotas, dessa vez no transporte coletivo urbano. A pesquisa coordenada pelo GESP/GITEP do Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos da UCPel em parceria com a Campanha Permanente de Conscientização e Enfrentamento ao Assédio e Violência Sexual no Município de Pelotas (Decreto Legislativo Nº 672), divulgou em março desse ano dados sobre o setor do comércio. […]

Leave A Comment